Cleiton Oliveira

9 Verdades e 1 Mentira sobre as dívidas

0 Flares 0 Flares ×

Vamos tratar aqui sobre as 9 Verdades e 1 Mentira sobre as dívidas. Porque 9 Verdades e 1 Mentira é o assunto da vez nas redes sociais.

Frequentemente alguns assuntos viralizam entre os usuários da rede.

A onda do momento que é feita principalmente no facebook consiste em contar 9 verdades e uma mentira sobre si mesmo.

Resolvemos participar dessa brincadeira e apresentar 9 verdades e 1 mentira sobre as dívidas.

Primeiro vamos apresentar o significado da Mentira:
  1. ato ou efeito de mentir; engano, falsidade, fraude.
  2. hábito de mentir.

Quem aqui nunca contou uma mentira por menor que seja.

Tem algumas pessoas que contam tanta mentira que elas acabam acreditando que é verdade.

“Uma mentira repetida mil vezes torna-se uma verdade”

Acreditar na própria mentira pode ser algo muito perigoso.

Mas vamos ao que interessa e apresentar as 9 Verdades e 1 Mentira sobra as dívidas

9 Verdades e 1 Mentira sobre as dívidas

  1. O desemprego é o maior responsável pelo endividamento
  2. As dívidas são o principal motivador das separações
  3. As dívidas caducam em 5 anos
  4. As dívidas podem causar depressão e infarto
  5. O descontrole financeiro causa medo e ansiedade
  6. Existe um Método Exclusivo de 3 passos para se livrar das dívidas
  7. Esquecer de pagar as contas é a terceira maior causa do endividamento
  8. Emprestar o nome para familiares, amigos ou vizinho é uma grande cilada
  9. As Dívidas podem gerar demissão
  10. Existe Dívidas Boas e Dívidas Ruins

1 – O desemprego é o maior responsável pelo endividamento

Diante da crise atual podemos apontar o desemprego como o maior responsável pela inadimplência das famílias.

Nunca antes na história deste país teve um número tão grande de desempregado.

No momento há mais de 13,5 milhões de brasileiros que estão passando por essa situação.

Por isso, o desemprego é o maior responsável pelo endividamento dos brasileiros.

Sem renda a conta não fecha e  não é possível honrar os compromissos que foram feitos na época de fartura.

2 – As dívidas são o principal motivador das separações

O dinheiro é o principal motivador do divórcio, sendo as dívidas a grande responsável.

Casais endividados que brigam por causa do dinheiro tem a tendência maior de se separar do que os casais que discutem sobre sexo e sobre os filhos. 

A infidelidade financeira gera mais sofrimentos que a infidelidade sexual.

As traições financeiras, que são pequenas ou grandes mentiras envolvendo dinheiro, são um dos maiores responsáveis pelo divórcio.

Para algumas pessoas, a infidelidade financeira são mais prejudiciais do que a traição tradicional – o adultério.

Porque, além de gerar desgaste emocional, proporciona brigas calorosas por conta do patrimônio.

3 – As dívidas caducam em 5 anos

As dívidas depois de 5 anos prescrevem e a pessoa endividada ficará totalmente livre da obrigação de quitá-las.

Não adianta o estabelecimento ou instituição ficar cobrando de você depois do prazo de 5 anos.

Ligações ou cartas de cobrança é só perca de tempo.

Todas as dívidas são perdoadas e que tudo voltará ao normal e você voltará a ter crédito na praça.

Mas não faça disso um hábito em sua vida, porque mentira tem perna curta. 

4 – As dívidas podem causar depressão e infarto

Devido a preocupação em como se livrar das dívidas, as pessoas podem entrar em depressão.

Muitas vezes o endividado não consegue comunicar a família sobre o problema que está passando e, isso vai agravando ainda mais o quadro.

De acordo com o levantamento, dois em cada três (65,6%) inadimplentes sentem depressão, tristeza e desânimo devido as dívidas.

E 16,8% reconhecem que por não conseguirem pagar as contas, passaram a descontar a ansiedade em algum vício, como cigarro, comida ou álcool, sobretudo as pessoas das classes C, D e E (17,5%).

A pesquisa revela que em muitos casos a inadimplência altera negativamente o estado emocional dos consumidores, atingindo até mesmo a vida profissional e a saúde dos entrevistados. Fonte

Um levantamento mostra que o grande motivo do infartos são causadas por problemas financeiros e questão do estresse.

Há quadros em que o consumidor inadimplente chega a ter ideias suicidas, tamanha a dimensão que o problema representa.

5 – O descontrole financeiro causa ansiedade e medo

O descontrole financeiro é a inexperiência em lidar com o dinheiro

Essa falta de habilidade em lidar com o dinheiro tem deixado muitas pessoas repletas de dívidas.

Os efeitos emocionais são devastadores e podem ser ainda mais prejudiciais para a nossa autoestima do que qualquer montante de dinheiro que se deve.

Viver endividado ou estar sempre em apuros financeiros é como ter uma doença e é necessário ser tratado.

Sentimentos de ansiedade podem emergir acompanhados de preocupação constante sobre o dinheiro.

Com a demora no diagnóstico, a ansiedade pode criar diversos temores. Surge o medo do desemprego ou a possibilidade de perder algum bem ou o medo de nunca mais se livrar das dívidas.

eBook GRÁTIS: 3 Dicas Simples para Eliminar as Dívidas 

100% livre de spam.

6 – Existe um Método Exclusivo de 3 passos para se livrar das dívidas

Existe um MÉTODO EXCLUSIVO de 3 passos simples para sair do endividamento.

Se você seguir esse método, você se livrará das dívidas em apenas 8 semanas.

Não é necessário nenhum milagre, fórmula mágica ou ganhar uma grana super alta para sair do vermelho.

Não existe mágica. Existe um Método

Basta seguir o método exclusivo para ter a vida que você merece. Você mesmo que trabalha tanto e portanto merece realizar seus sonhos.

Conheça o Método Exclusivo para organizar o seu orçamento e alcançar o equilíbrio financeiro.

7 – Esquecer de pagar as contas é a terceira maior causa do endividamento

Essa eu quero ver se você vai acreditar.

Esquecer de pagar as contas é a terceira maior causa do endividamento.

Isso mesmo, as pessoas ficam com o nome negativado no SPC ou SERASA porque esquecem de pagar as contas.

Vou além, elas devem somente se lembrar que esqueceram depois de ter o serviço de água ou luz interrompido.

Imagina a cena: Amor estamos sem energia porque esqueci de pagar as contas, você acredita? 🙂

Além de ter o serviço cortando, terá que pagar taxas, multas e juros para colocar as contas em ordem.

Não lembrar que esqueceu é um belo prejuízo…

8 – Emprestar o nome para familiares, amigos ou vizinho é uma grande cilada

Você que já emprestou o nome sabe se essa afirmação é falsa ou verdadeira.

Tenho certeza que você que nunca emprestou o nome, conhece o caso de alguém que caiu nessa cilada financeira.

Quase 40% dos brasileiros já pediram o nome ou dinheiro emprestado. E pasmem com o motivo…

A maioria pediu o nome emprestado para comprar roupas

Além de roupas, o nome emprestado foi usado para adquirir calçados, celulares e brinquedos.

As pessoas que pedem o nome emprestado geralmente estão com os seguintes problemas:

  1. A pessoa que pediu está inadimplente e com o nome restrito
  2. Dificuldade em se comprovar a renda
  3. Renda abaixo do exigido para concessão de um limite de crédito

É ou não é uma cilada?

9 – As Dívidas podem gerar demissão

Problemas com as dívidas podem refletir no ambiente de trabalho.

Situações adversas refletem na hora de dormir causando insônia e consequentemente em sua produtividade no trabalho.

Devido ao momento de instabilidade emocional pela qual atravessa o funcionário, pode ocasionar a quebra de concentração e baixa produtividade abrindo as portas para a insatisfação geral com a vida e até com o emprego.

O problema pode piorar ainda mais, porque essa insatisfação pode levar a perda do emprego e consequentemente a diminuição da renda e o aumento das dívidas.

Como o funcionário deixa de produzir como antes, também pode deixar de fazer parte do quadro de funcionários.

10 – Existe Dívidas Boas e Dívidas Ruins

Há muita controvérsia em relação as dívidas, mas há uma enorme diferença e é muito importante compreendê-la para o bem de sua saúde financeira.

Algumas  pessoas possuem a crenças enraizada de que todas as dívidas são ruins. Contudo, ter dívidas pode ser em diversos aspectos.

Se você contrai dívidas sem necessidade é certo que você irá comprometer o seu orçamento familiar e, essa atitude é prejudicial e pode causar danos irreparáveis em suas finanças pessoais.

Já as Dívidas boas são aquelas que agregam valor a sua vida.

Quando você adquire um imóvel, mesmo que seja por meio de um financiamento de longo prazo pagando as prestações mensais, você adquiriu uma dívida boa.

Outro exemplo que podemos considerar como dívida boa é o financiamento estudantil.

Por meio desse empréstimo, o estudante estará se especializando para se tornar um profissional mais preparado para o mercado de trabalho. Fonte

Recapitulando 9 Verdades e 1 Mentira sobre as dívidas

  1. O desemprego é o maior responsável pelo endividamento
  2. As dívidas são o principal motivador das separações
  3. As dívidas caducam em 5 anos
  4. As dívidas podem causar depressão e infarto
  5. O descontrole financeiro causa medo e ansiedade
  6. Existe um Método Exclusivo de 3 passos para se livrar das dívidas
  7. Esquecer de pagar as contas é a terceira maior causa do endividamento
  8. Emprestar o nome para familiares, amigos ou vizinho é uma grande cilada
  9. As Dívidas podem gerar demissão
  10. Existe Dívidas Boas e Dívidas Ruins

Agora é com você 😉

Desvende esse mistério e deixe sua opinião nos comentários abaixo!!!

Rate this post
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×
Cleiton Oliveira

Sobre o autor | Website

Life Coach, Educador Financeiro e autor do livro Como Eliminar as Dívidas O Método Definitivo -www.eliminardividas.com.br/livro

eBook GRÁTIS: 3 Dicas Simples para Eliminar as Dívidas 

100% livre de spam.