Cleiton Oliveira

Casamento e Planejamento Financeiro Unidos para Sempre.

0 Flares 0 Flares ×

Nesta nova fase da vida a dois, muitas pessoas cometem erros em termos de finanças pessoais.

É necessário que o casal converse muito sobre suas prioridades.

Tanto em relação aos objetivos que pretendem conquistar juntos quantos aos objetivos e sonhos que são individuais e que não podem ser deixados  de lado.

A grande conquista da união matrimonial, também trás a união dos salários do casal.

Isso cria uma grande ilusão de que será fácil administrar as contas com tais valores.

Porém, em decorrência da falta de experiência em administrar contas e gastos que antes não precisavam se preocupar, os recém-casados não utilizam um orçamento para verificar o equilíbrio das entradas e saídas.

Por isso, que o planejamento financeira será fundamental.

Festa de Casamento

A decisão de fazer ou não a festa de casamento é muito importante e deve ser dado total atenção.

É fundamental conversar sobre os mínimos detalhes como: número de convidados, valor que será gasto na celebração, viagem de lua de mel…

Esses detalhes devem ser abordados para evitar aborrecimentos futuros.

O diálogo deve ser utilizado a todo momento.

Caso o casal opte por fazer a festa, o planejamento será seu grande aliado. Quanto maior o prazo para a festa, mais tempo terá para planejar os gastos e guardar dinheiro.

O ideal é planejar com pelo menos um ano de antecedência.

Os noivos devem tomar muito cuidado para não extrapolar o orçamento definido e cair na armadilha do endividamento.

As dívidas podem arruinar qualquer relacionamento e será o assunto de nosso próximo tópico.

Casamento e Planejamento Financeiro

O Planejamento Financeiro é muito importante para o início da vida a dois.

Porque ele evita que a família inicie o relacionamento entrando em dívidas.

Muitos iniciam a vida a dois recorrendo a empréstimos, cheque especial ou outros tipos de créditos fornecidos pelas empresas que prestam serviços financeiros.

Começar o relacionamento com dívidas é um problema muito grave.

Uma das maiores causas do divórcio é ocasionado por problemas financeiros.

Outro problema recorrente é quando um dos cônjuge possui o nome sujo, isso afeta a vida dos dois, porque não poderão financiar a tão sonhada casa própria por conta desse problema.

O dinheiro é o principal motivador de separações. Em uma pesquisa com 4.500 casais acompanhados durante anos, foi constatado que o principal motivo de divórcio foram os conflitos gerados por causa de dinheiro.

Portanto, um dos problemas relacionados ao endividamento são as brigas constantes entre os casais. O endividamento é algo que pode afundar uma família.

Algumas dívidas sem o consentimento do cônjuge, pode ser ainda mais devastadora.

Sem compartilhar sobre seu problema com dívidas para o resto da família, o endividado pode ficar ainda mais desesperado ao ver o cônjuge ou filhos gastando com algo que considera ser supérfluo naquele momento.

Sem essa comunicação, não poderá contar com a colaboração de todos, podendo aumentar ainda mais o saldo devedor.

As traições financeiras, que são pequenas ou grandes mentiras envolvendo dinheiro, são um dos maiores responsáveis pelo divórcio.

Para algumas pessoas, elas são mais prejudiciais do que a traição tradicional – o adultério.

Pois além de gerar desgaste emocional, proporciona brigas calorosas por conta do patrimônio.

Esse é um dos maiores erros que os endividados cometem em um relacionamento.

Escondem essa situação dentro de casa por motivo de vergonha ou devido a um comportamento compulsivo.

Artigo Recomendado: Os 3 maiores causadores do endividamento.

Reserva de emergência

É importante que o casal chegue a um acordo sobre os diversos gastos da vida a dois. É primordial que o casal comece e mantenha o orçamento no azul.

Para isso, é muito importante que logo de início separem uma verba (podendo ser 10%), para gerar uma reserva de emergência.

Essa reserva será utilizada somente em casos de estouro no orçamento para que não entre no cheque especial, já que os juros do mesmo é muito superior aos investimentos.

Após possuir ao redor de 6 a 12 meses dos gastos mensais de reserva de emergência em investimentos conservadores, pode-se dar início em diversificar os investimentos pensando em longo prazo.

Para um melhor entendimento, leia o artigo Planejamento Financeiro Pessoal e Familiar, onde é apresentado o método MOBILE que será muito útil ao longo desse caminho.

A importância dos objetivos

É muito importante que o casal reflita e defina quais são os seus objetivos de curto, médio e longo prazo.

Quanto mais cedo é colocado o objetivos do papel, deve-se separar imediatamente um valor para ser investido.

Porque quanto antes iniciar  melhor será a incidência dos juros compostos sobre o valor investido para a sua realização.

Esses investimentos irão girar em torno dos objetivos e sonhos do casal, pois muitas pessoas por um certo período de tempo consegue guardar uma quantidade de dinheiro.

Porém, como não possui um objetivo definido, esse dinheiro é gasto ao menor dos apertos é direcionado para a compra de algum item supérfluo.

Independente do  objetivo ser uma viagem, a compra da casa ou do carro, uma especialização ou MBA, é fundamental ter um planejamento para efetuá-lo.

Nessa hora muitas pessoas usufruem  do crédito para a realização de seus sonhos.

A maior diferença entre quem planeja é que estará recebendo juros, agora quem não efetua o planejamento estará pagando juros que geralmente não são nada amigáveis.

São os objetivos que darão força para enfrentar as dificuldades que aparecerão ao longo do caminho.

Os objetivos nos dão muita força para economizar dinheiro, pois passamos a ter um motivo muito forte para efetuar os sacrifícios necessário hoje para usufruir dos benefícios no futuro.

O importante é Economizar sem Perder o Prazer de Viver.

Pensar no seu futuro é importante para seus filhos

E os filhos? A maioria dos pais, ao saber da notícia de gravidez, já começa a imaginar e idealizar uma vida perfeita e sem privações para o pimpolho(a) que está pra chegar.

Já imagina uma poupança que lá na frente servirá para o filho bancar a universidade, um carro, um consultório.

Tudo lindo, mas como bancar essa história se você sequer consegue andar na linha com seu próprio dinheiro?

Esse sonho para os filhos pode se definir uma estratégia equivocada.

É claro que o futuro dos filhos é importante, mas ele deve ser pensado ao lado de decisões capazes de garantir também a você um futuro tranqüilo.

Digo isso porque também é comum vermos os pais se tornarem um problema financeiro que os filhos carregam por muito tempo.

Você certamente não quer isso, quer?

Como você pode perceber, os assuntos não se esgotam.

Não podemos “tampar o sol com a peneira”, simplesmente ignorando o assunto “dinheiro” em casa e suas consequências.

Se você tem alguém com quem divide a vida, seus sonhos e metas, comece a trazer o relacionamento de vocês o assunto finanças.

Faça isso de forma natural, construtiva, sem medos ou tabus. Encare a questão!

O planejamento financeiro bem feito também ajuda a enxergar melhor os principais vilões dos relacionamentos.

Em muitos casos, a falta de romantismo pode ser explicada pela falta de dinheiro.

É sempre muito difícil responder à pergunta que muitos casais se fazem ao lembrar que dinheiro é importante (o que geralmente acontece quando as dívidas são enormes): o amor continua, mesmo quando acaba o dinheiro?

Fonte: Dinheirama

Conclusão

O casamento pode ser um dos momentos mais felizes de sua vida. Portanto, você deve planejá-lo com carinho.

O diálogo antes, durante e depois é que manterá os objetivos claros e a união cada vez mais forte. Esses objetivos serão alcançados mais facilmente por meio do planejamento.

O sucesso do casamento requer algo mais importante do que encontrar a pessoa certa: é ser a pessoa certa

Constancio

Por isso, é importantíssimo definir quais os objetivos individuais e comuns do casal, tanto em termos financeiros como pessoais.

Casais inteligentes enriquecem juntos, tenho certeza que você quer pertencer a esse grupo que possuem relacionamentos felizes e duradouros.

Rate this post
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×
Cleiton Oliveira

Sobre o autor | Website

Life Coach, Educador Financeiro e autor do livro Como Eliminar as Dívidas O Método Definitivo -www.eliminardividas.com.br/livro

eBook GRÁTIS: 3 Dicas Simples para Eliminar as Dívidas 

100% livre de spam.